Bloop - O Som Submarino




O Bloop é o nome de som submarino de frequência ultra-baixa extremamente poderosa detectado pelo National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), durante várias vezes no verão de 1997.
A localização de seu rastreamento foi de algo em torno de 50° S 100° W (América do Sul, costa sudoeste) por equipamentos da Marinha dos Estados Unidos originalmente instalado para detectar submarinos nucleares da União Soviética.
Uma afirmação frequente é que ele corresponda ao perfil de áudio de uma criatura viva, sendo que esta visão é maioritamente ocupada pelas pessoas da área da criptozoologia[*], que fizeram várias investigações para tentar descobrir sua origem. Se o som veio de um animal, ele teria que ser várias vezes o tamanho do maior animal conhecido na Terra, a baleia-azul.
Teoricamente, o bloop poderia ser produzido por uma máquina. A frequência é possível, mas o volume seria extremamente mais difícil de se produzir. Para se ter uma idéia, quando um submarino submerge ou emerge, cumpre ou serve como lastro. O tempo de enchimento desses reatores pode durar entre 30 segundos a um minuto.
O som do Bloop aumentava rapidamente na frequência durante cerca de um minuto e foi de amplitude suficiente para ser ouvida em vários sensores, a uma distância de mais de 5.000 km.
Apesar das várias teorias e expeculações, a real origem do Bloop continua sendo um mistério.


* * *


[*]Criptozoologia é o estudo de espécies animais lendárias, mitológicas, hipotéticas ou avistadas por poucas pessoas. Inclui também o estudo de ocorrências de animais presumivelmente extintos. A criptozoologia aborda ainda os seus tópicos de um ponto de vista antropológico, procurando relacionar os mitos de várias culturas com animais extintos ou desconhecidos. O termo foi cunhado sobre as expressões cripto- (do grego kryptós, é, ón 'oculto') e zoologia (o ramo da Ciência que estuda os animais).




Fonte: wikipedia.org
images.google.com

3 Comentários:

Anônimo at: 23 de junho de 2011 11:23 disse...

Bem estranho

Anônimo at: 26 de abril de 2013 19:50 disse...

Tem uma materia sobre esse ussunto no discoverychenal.
que fala de um achado dentro da barriga de um tubarao pedasos de uma sereia mas que nao tem nada a ver com as serias que conhesemos essa sereia é a evolução dos macacos que foram. buscar alimento na beira da praia e quando o vulcão entrou em erupção metade dos macacos fogiu com medo e os que ficarão na praia ficarão presos nos corais porque o nivel da água almento eos que ficarão pesos acabaram desenvolvendo. membranas o pelo caio e assim se tornaram as sereias.

Anônimo at: 12 de novembro de 2013 05:36 disse...

Deve ser uma baleia

Links Externos

 

Copyright © 2010 • Cão Do Inferno • Design by Dzignine

▲ Voltar ao Topo